Informativos

Ainda é vantajoso financiar carro ou consórcio está melhor?

 

São Paulo – A linha de crédito que tem sido mais afetada com a alta da taxa básica de juros, aSelic, é a de financiamento de carros.
 
 
 
 
De outubro de 2012, quando a Selic caiu para a mínima histórica de 7,25% ao ano, até outubro deste ano, quando a Selic estava em 9,50% ao ano, a taxa média dessa linha aumentou 10,74%, passando de 1,49% ao mês para 1,65% ao mês.
 
 
 
 
Embora tenha uma das taxas de juros mais modestas do mercado, esse tipo definanciamento está perdendo a atratividade frente a outra modalidade de parcelamento: oconsórcio. Se a projeção da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac) se confirmar, com a Selic a 10,00% o juro médio dos financiamentos de automóveis deve chegar a 1,69% ao mês, um aumento de 13,42% em relação à mínima histórica.
 
 

Quase cinco mil raios foram registrados na cidade de São Paulo desde 1º de janeiro

Ray

"Quase cinco mil raios foram registrados na cidade de São Paulo desde 1º de janeiro.

Um número que o Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) acompanha com muita preocupação.

É mais do que o triplo dos raios que atingiram a cidade em todo o mês de janeiro do ano passado: 1.368."


Em razão dessas incidências de raios, ofereça ao seu Segurado o  Porto Residência.


- Cobertura de danos elétricos por falha de fornecimento de energia  da Concessionaria.

- Flexibilidade e agilidade  no pagamento das indenizações.

- Rapidez no atendimento dos serviços de assistência 24hs.

- Cobertura para os equipamentos eletronicos : notebooks e similares.

- Cobertura para terceiros dentro e fora dos limites da residência.


Alem de oferecer  tranquilidade para o segurado, você corretor, obterá aumento em sua carteira com novos negócios !!!

Fonte : http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/01/regiao-onde-cobrador-morreu-em-sp-teve-19-raios-em-dez-minutos.html

Com mais processos, venda de seguros para executivos dispara

A contratação de apólices de responsabilidade civil para diretores e administradores de empresas vem experimentando um crescimento expressivo nos últimos anos no Brasil. Só em 2013, de janeiro a novembro, o volume de prêmios emitidos desse tipo de seguro aumentou 24% em relação ao ano anterior, segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Foram R$ 197,7 milhões de prêmios emitidos em onze meses do ano passado. Ou seja, quase R$ 200 milhões de prestações pagas por quem contratou o seguro.

A crescente procura pelo produto levou a Susep, autarquia responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro, a colocar em audiência pública uma minuta de circular criando uma regulação específica para esse mercado. Atualmente, o seguro de responsabilidade civil para diretores e administradores de empresas (RC D&O, na sigla em inglês) está regulado juntamente com os produtos de responsabilidade civil em geral. O mercado segurador tem até 10 de fevereiro para encaminhar suas sugestões para a Susep.